Poema Maria Mãe de Inês Célia

MARIA MÃE
  
Por Deus a Virgem predestinada;
Para ser Mãe do nosso Salvador;
Doce Maria pelo anjo anunciada;
Humildemente, grande missão aceitou.

Abençoado ventre, o Divino carregava;
Viajando ao lado, José seu esposo;
A caminha de Belém, segurança procurava;
Fugiam de um rei todo poderosos;

Sem pousada, apenas numa manjedoura;
O menino Jesus, por Deus abençoado;
Nasce, ao lado, jovem Mãe protetora;
Triste, pressente destino já traçado.

Para cumprir tão nobre missão;
Jesus Cristo tenta a todos salvar;
Maria sente intensa dor no coração;
Teme seu filho, por amor se sacrificar.

Cristo, símbolo do maior amor;
Como, qualquer pecador crucificado;
Inaudito suplício, seu sangue derramou;
Expira e no colo de Maria Mãe, é colocado.

Assim, pois, cumpriu-se a profecia;
O Pai enviou seu Filho para nos salvar;
Ato de supremo amor, quem sofre é Maria    ;
Até que, confortada, vê Jesus ressuscitar.


INÊS CÉLIA QUADROS SILVA – 2010

Komentarze